domingo, 13 de abril de 2014

Bury St. Edmunds: uma experiência verdadeiramente Britânica!

O Harriet's em Bury St. Edmunds

Esta imagem é de uma belíssima coffee shop que podemos encontrar em Bury St Edmunds chamada Harriet's. Podia de de muitas outras cidades e vilas tais como Cambridge, Stratford-upon-Avon, Windsor, York ou até March. Mas esta coffe shop é especial para nós e vamos neste post tentar explicar o porquê. 

Quando se pensa no Reino Unido ou em Inglaterra, uma das primeiras coisas que ocorrem é seguramente Londres. E apesar de ser uma cidade fascinante, carregada de história, imponência e vida (até demais!), não é, em nossa opinião, uma representação fiel do que é o Reino Unido ou viver no Reino Unido. Londres, até para o comum dos nativos das nossas bandas, é assim uma espécie de “ilha” dentro da própria ilha, onde tudo é em grande, para o bem e para o mal.

Porém, não é preciso andar muito para fora de Londres para perceber que a realidade do país é bem diferente. Por exemplo, quem já fez a ligação de autocarro ou comboio Londres – Aeroporto de Stansted sabe que logo ao fim de 10/15 minutos entra numa grande planície verdejante e é este o panorama até ao aeroporto. Isto resume em grande medida o que é o Reino Unido (excluindo a Escócia, que parece ser bem mais montanhosa, e partes do País de Gales): uma grande planície verdejante com algumas grandes e médias cidades pelo meio (Londres é à parte, mas também existem outras cidades bem grandes como Birmingham, Manchester e Liverpool) e salpicada de muitas pequenas vilinhas onde tudo acontece bem mais devagar. O Reino Unido é um país com uma matriz rural muito marcada, ainda que uma ruralidade bem mais instruída e evoluída do que a que o termo normalmente carrega. Se as casas são de bonecas, as propriedades são de perder de vista. Há gado por todo o lado, cavalos, coelhos bravos, esquilos… é um deleite para quem gosta de campo e de um estilo de vida mais pacato.

O Hengrave Hall
E é neste contexto que Bury St. Edmunds se insere: é uma vila de 40000 habitantes que tem um estilo rural e tranquilo mantendo quase tudo o que uma cidade precisa de ter. Tem uma zona histórica muito pitoresca, uma arquitectura tradicional bastante preservada, espaços verdes públicos muito bem cuidados e uma delimitação muito clara entre zonas comerciais e residenciais. O ambiente é bastante mais homogéneo do que em cidades como Londres (há estrangeiros, como nós, mas nota-se muito menos a mistura) e o comércio é muito mais baseado em lojas de rua independentes.

Estátua do Rei Edmundo junto aos Abbey Gardens
Panorama do centro da vila
Deste comércio independente salta à vista a quantidade e qualidade de coffee e tea rooms, onde se podem comer os tradicionais bolos ingleses à fatia (o bolo de cenoura, de limão, de caramelo e café, …) e scones recheados deliciosos, acompanhados por um bom pote de chá (com muitas qualidades à disposição) ou um "malgão" de café à inglesa.

Cream tea no Harriet's
Destas destaca-se o Harriet's. Mas que o tem o Harriet's de especial? Pois bem, para além da sua localização bem no coração de Bury St Edmunds, destaca-se pelos funcionários vestidos como manda a tradição, a decoração, o serviço, tudo isto nos faz sentir que somos príncipes e princesas a tomar chá com a Rainha!



É este, em nossa opinião, o ambiente e contexto que melhor representa o ordenamento e estilo de vida da maioria dos britânicos (se excluirmos Grande Londres e os seus 10 milhões de habitantes, 1/6 da população total). Portanto, deixamos aqui o convite para o comprovarem, saindo da “rota batida” de Londres e partindo em busca de uma experiência verdadeiramente Britânica!
 

2 comentários:

Anónimo disse...

Boa noite, desde já quero felicitá-lo pelo conteúdo do blog.
Em Outubro irei ser mais uma emigrante em Bury St Edmunds, tenho feito alguma pesquisa sobre a cidade (que considero muito bonita!!)e há algumas coisas que me preocupam mas que não tenho encontrado muita informaçao... Como é viver em Bury St. Edmunds? Como é o custo de vida na cidade? Onde se gasta mais dinheiro tirando a renda da casa? Obrigada!

José Barros disse...

Olá!

Muito obrigado pela atenção!

Viver em Bury St Edmunds em Inglaterra será como viver em Guimarães em Portugal. Tem um pouco de tudo sem ser demasiado grande nem sendo uma "aldeia" em que se é olhado de lado.
O custo de vida é bastante aceitável dentro do contexto de Inglaterra, dá para ter um estilo de vida bastante interessante (claro dentro de um estilo mais pacato!). De qualquer forma, Cambridge está a meia hora de distância e lá não falta movimento!
Eu penso que a questão da casa será o crucial. Vai ser preciso alguma sorte para encontrar à primeira o mínimo desejado pelo preço certo. Mas este é um problema generalizado, o mercado imobiliário anda doido! Fora isso, tudo o que é essencial é relativamente acessível nos sítios certos (não vai ser difícil de descobrir). O importante neste país é comparar bastante (ver o meu post sobre comparadores).
Ideal, ideal mesmo por aqui é arranjar um carro o quanto antes, pois melhora imenso a qualidade de vida. Sem ele, é um pouco difícil movimentar-nos mesmo em Bury!

Para mais informações, consulte o blog sobre temas específicos (que se aplicam tanto a Bury como a qualquer outro lugar) ou o site do Council: http://www.stedmundsbury.gov.uk/

Boa sorte!