domingo, 15 de setembro de 2013

Afinal cerveja não é apenas... cerveja

Quantos tipos de cerveja conhecem? Não, não são marcas, são mesmo tipos! Pois, supomos que não vos ocorram muitos, certo? Para o comum dos portugueses, cerveja é cerveja. Quando muito existe a preta (stout) e, muito raramente, a "abadia".

Pois ao chegar ao Reino Unido é fácil ficar confuso. Para além da medida dos copos (pint - equivalente a 57cl, cerca de duas vezes um fino/imperial), há uma vasta escolha de tipos de cerveja ao balcão para um público muito conhecedor. Elas são lager, ale, stout, cider, entre outras... e todas elas tem sub-tipos, bem notórios pelas suas diferentes cores e espumas (ou falta delas). A marca vem depois!

O balcão-tipo de um pub (fonte: crownatreepham.com)

Ora bem, as nossas Super Bock e Sagres são típicas cervejas lager, cujo método de fermentação de origem alemã nos habituamos a apreciar desde sempre. Por aqui podemos encontrar muitos sub-tipos e marcas de lager, incluíndo a Sagres nas lojas Tesco (e em todas as lojas portuguesas, onde se encontra com facilidade também a Super Bock)!

Publicidade à Sagres à entrada de um Tesco Extra

Regra geral, as lagers por aqui são menos alcoólicas que em Portugal. Facto certamente não alheio à chamada "taxa do álcool" que o governo tem vindo a fazer crescer e que "castiga" o preço final da bebida em proporção directa ao volume de álcool. Assim, para manter os preços (e as vendas), as marcas têm vindo a descer a graduação das suas cervejas, fazendo o possível para que os clientes não notem a diferença...


A ale, nas suas inúmeras variantes, é a cerveja nacional do Reino Unido. Estas vão desde pale (muito clara) até brown (escura). O que, na prática, é ir de "azedo" até "azedo como rabo de gato". Este tipo de cerveja, do qual a Greene King de Bury St. Edmunds produz várias variantes, tem ainda a curiosa particularidade de ser retirada dos barris à bombada! Mas o fascínio fica mesmo por aí. O sabor estraga qualquer romantismo (mas aceitamos opiniões divergentes!).

O processo de retirada da ale

A stout (preta) "rainha" por aqui é a Guiness, ainda que seja uma cerveja da República da Irlanda. Mas há outras marcas locais a fabricar este tipo de cerveja, mas não nos sabe tão bem...

Mas a melhor de todas (a nossa favorita) é a cidra, fermentada geralmente a partir de maçã. Docinha e com sabor a fruta (que pode ser apenas maçã, mas pode ser também frutos vermelhos, por exemplo). Tão docinha que parece que estamos a beber um sumo...só quando nos levantamos é que nos damos conta que tem álcool, em regra entre 4% e 5% do volume. As cidras "rainhas", em nossa opinião, vêm da Suécia: Kopparberg e Rekorderlig. Yummy!

A Kopparberg "tutti-frutti" (essencialmente frutos vermelhos)
A Rekorderlig de maracujá, com "base" de pêra

Este tipo de cerveja, excelente para o Verão, não se encontra facilmente em Portugal (com muita pena nossa). Mas, pelo menos, é algo do qual sentimos falta quando não estamos por cá!
 

2 comentários:

Ana Amélia Menezes disse...

Kopparberg: sem duvida espetacular. Era capaz de beber umas quantas ;)

José Barros disse...

É verdade, mas a Rekorderlig não fica (muito) atrás! A não perder, numa próxima!